Negrão, Canova e Edmércia, integrantes da CPI

Vereadores recomendam atendimento mais humanizado

A Câmara de Vereadores se reuniu em sessão ordinária na noite de quarta-feira (30/5).

Ao contrário das demais sessões, a Ordem do Dia não foi o segmento mais debatido da sessão. O Expediente ganhou destaque com a leitura e discussão do relatório final da CPI das Gêmeas.

A Comissão Parlamentar de Inquérito apurou responsabilidade de representantes da Santa Casa e do Poder Executivo na morte de irmãs gêmeas, em 14 de agosto de 2017.

Foram 12 depoimentos coletados.

O relator Rafael Canova (PSDB) apresentou e explicou o relatório, que aponta certa falta de “humanismo” no Pronto Atendimento da Santa Casa.

A secretária Edmércia Micheletti (PSB) concordou com o relator e sugeriu atendimento diretamente por ginecologista em caso de gestantes de risco que procuram o PA ou a prestação de serviço diário por um ginecologista na Santa Casa.

Ricardo Negrão (PTB), presidente da CPI, também concordou com o relator e imputou responsabilidade ao município de Itápolis pela morte das gêmeas. 

Após a apresentação em Plenário, o relatório e todos os elementos da fase de instrução da CPI serão encaminhados ao Ministério Público.

Ouça o podcast desta notícia

Gratificação para o Samu

Os vereadores também aprovaram em turno final gratificação por acúmulo de função aos técnicos em enfermagem e motoristas socorristas do Samu. A gratificação tem o valor mensal de R$ 610,00 (60% da referência salarial 01 da prefeitura).

Os socorristas que já integram o quadro do SAMU receberão automaticamente a gratificação, assim que a lei for publicada.

Os futuros integrantes do SAMU deverão passar por um curso preparatório e por um processo seletivo para ingressar na carreira. Anualmente haverá uma avaliação de desempenho para aferir a aptidão dos socorristas no desempenho das ações de urgência e emergência.

A matéria segue para sanção do prefeito.

Representação retirada

A Câmara votaria representação formulada pelo eleitor Manuel Gonçalo Ramalho contra o prefeito Edmir Gonçalves (PTC) por possível cometimento de infração político-administrativa. A denúncia não entrou em pauta porque o autor retirou a representação na quarta-feira (30), por volta das 13 horas, alegando não ter mais interesse no assunto.

A sessão teve também indicações, requerimentos e moções dos vereadores.

O próximo encontro ordinário será na quarta-feira, dia 06 de junho, às 18 horas.

→Assista à sessão de 30 de maio

Jornalismo – Câmara Municipal

Acompanhe a Câmara de Itápolis nas redes sociais

facebook.com/camaramunicipaldeitapolis                  twitter.com/camaraitapolis

youtube.com/CâmaraMunicipalItápolis                       instragram.com: camaraitapolis

Site: www.camaraitapolis.sp.gov.br                            E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.