Plenário, na sessão de 14 de março

Contratação de médicos e projeto de atendimento prioritário também foram debatidos

A Câmara de Vereadores se reuniu em sessão ordinária na noite de quarta-feira (14). Debates e votação de requerimentos marcaram a reunião.

A primeira rodada de palavras entre os vereadores se deu em torno do agendamento presencial de consultas e contratação de mais médicos para a rede municipal de saúde. Requerimento aprovado da vereadora Miriana Amatto (PR) questionou a data em que os agendamentos de consultas médicas na rede voltariam ao sistema presencial. Em tom de protesto, a vereadora lembrou na Tribuna que a secretária de Saúde afirmou na Câmara que o sistema presencial seria retomado em 08 de março, mas que até o dia 14 nada tinha mudado.

O presidente Alex Avansi (DEM), em aparte, divulgou informação do prefeito dando conta de que o agendamento presencial será retomado na segunda-feira, dia 19 de março, mas sem a informação do local onde seriam feitos os agendamentos.

Rodrigo Novelli (PRB) confirmou que os agendamentos presenciais serão retomados na segunda-feira, provavelmente nas Unidades Básicas de Saúde.

Sobre a contratação de mais médicos, Ricardo Negrão (PTB) sugeriu a implantação de um processo seletivo simplificado, a fim de tornar mais rápidas as nomeações. O presidente Alex informou novamente que o Departamento de Pessoal da prefeitura estima que um concurso público ordinário leve três meses para a contratação.  

Tonicão D’Agostino (PSDB) sugeriu que os agendamentos presenciais não sejam feitos na madrugada, mas sim nos períodos da manhã e da tarde.

Edmércia Micheletti (PSB) sugeriu a contratação de médicos para a rede por intermédio da Santa Casa, até que o concurso público seja homologado. A vereadora informou que já há médicos contratados pela Santa Casa que realizam consultas e cirurgias eletivas para a rede. Tonicão D’Agostino questionou a legalidade da sugestão.

O presidente Alex entendeu que a volta dos atendimentos presenciais melhoraria substancialmente o problema do acesso ao munícipe às consultas.

Fechando o debate, Ricardo Negrão apontou que é necessário criar meios para que os médicos cumpram suas jornadas diárias de atendimento na rede pública.

Atendimento prioritário

O projeto de atendimento prioritário a idosos no agendamento de consultas médicas e exames laboratoriais na rede pública também rendeu debates. O texto original é da vereadora Miriana Amatto.

Emenda dos vereadores Tonicão D’Agostino e Professor Antonio (MDB) amplia a prioridade de agendamentos para gestantes, nutrizes, portadores de doenças graves e necessidades especiais. Foi justamente em torno do conceito de doenças graves que os debates afloraram. Como resultado, a autora do projeto pediu vistas e matéria deve ser votada na semana que vem.  

A próxima sessão ordinária será na quarta-feira, dia 21 de março, às 18 horas.   

→Assista à sessão de 14 de março

Jornalismo – Câmara Municipal

Acompanhe a Câmara de Itápolis nas redes sociais

facebook.com/camaramunicipaldeitapolis                        twitter.com/camaraitapolis

youtube.com/CâmaraMunicipalItápolis                            instragram.com: camaraitapolis

Site: www.camaraitapolis.sp.gov.br                                  E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.