Plenário da Câmara

Recebimento do prédio do CEC Fundecitrus também teve aprovação de todos os vereadores. Declaração de utilidade pública foi rejeitada

 

Dois projetos de lei do Executivo foram aprovados por unanimidade na sessão de Câmara de 20 de março, às 19h30.

A primeira matéria cria o fundo municipal do meio ambiente. Pelo projeto, o fundo se constituirá de dotações orçamentárias próprias, além de receitas originárias de multas, taxas de licenciamento, doações e outras fontes.

O fundo financiará projetos e programas relacionados à atuação da Secretaria Municipal e Conselho do Meio Ambiente. Os recursos serão geridos pelo secretário da pasta, com fiscalização do Conselho.

O segundo projeto autoriza o Executivo a receber o prédio onde está instalada a escola complementar “CEC Fundecitrus”, na Rua Rodrigues Alves. As condições para recebimento do imóvel são manter as atividades desenvolvidas atualmente e manter a denominação da escola.

O projeto do vereador Avelino Cunha (PT) que declararia como de utilidade pública a Associação dos Voluntários e Amigos dos Portadores de Câncer de Itápolis – AVAPCI -  foi rejeitado.  Votaram contra os vereadores Guto Biella (PV), Marcos Venturini (PR), Tonicão De Agostini (PR), Keko Puzzi (PRP) e Valdir Gonzaga (PSL).